Fogo Fátuo (Le Feu Follet) 1963

[Total:0    Promedio:0/5]

Numa clínica particular perto de Paris, um escritor “queimado”, Alain Leroy, está a ser tratado por causa do alcoolismo. Apesar de estar quase curado do vício, Alain, nos seus trinta e poucos anos, tem recorrentes crises de depressão e resolveu matar-se daí a pouco tempo. Certa manhã, ele sai para uma viagem final até Paris. Aqui, ele encontra-se com velhos amigos e amantes, mas o contacto com as pessoas que ele conheceu e amou sente ser cada vez mais superficial. Há apenas uma maneira da sua vida ter qualquer impacto sobre eles…

Filme mais negro de Louis Malle, é o retrato assombrado de um homem cuja vida não tem rumo, contando as últimas horas antes do seu suicídio planeado. Embora a narrativa seja baseada num romance de Pierre Drieu, o filme tem uma forte componente auto-biográfica. Na altura, Louis Malle tinha dúvidas sobre o seu futuro, vivendo apenas de noite e tornando-se cada vez mais dependente do álcool. Isso explicaria por que a obra tem um impacto emocional tão forte, e porque a perspectiva na primeira pessoa funciona tão bem. Como todos os grandes artistas, Malle projecta os seus próprios traumas no filme, e é interessante especular até que ponto o realizador estará na personagem principal do filme, um escritor desiludido para quem o suicídio oferece o único mecanismo para alcançar uma vida com sentido.

Outra razão pela qual o filme funciona tão bem é a contribuição excepcional do seu actor principal, o magnífico Maurice Ronet. Malle originalmente planeou dar o papel do suicida Leroy para um actor não-profissional, mas finalmente decidiu-se por Maurice Ronet, um amigo pessoal e grande actor. Le Feu Follet vê Ronet dar talvez o seu mais brilhante desempenho de sempre – a sua interpretação é fascinante, mas não totalmente simpática. Parte da genialidade deste filme é que Malle não nos obriga a gostar do protagonista. Na verdade, o filme perderia muito do seu significado e impacto se Ronet Leroy mostrasse uma personagem atraente ou mesmo simpática. A razão para o suicídio de Leroy é aparente no início do filme, então essa trajectória é quase certa. De certa forma, a personagem já está morta quando o filme começa.

O tom melancólico do filme e a falta de rigor sentimentalista é enfatizada pela música do piano de Erik Satie. Este acompanha Leroy na sua jornada para a auto-destruição de uma forma bastante hábil enquanto minimiza a emoção ao mesmo tempo ecoando o vazio existencial que vemos crescer dentro do personagem condenado.

Simplesmente, um filmaço.LinkImdb

Fly Bra

Commandez aujourd'hui obtenez l'envoi gratuit et la garantie de satisfaction.

50% ¡Solamente hoy!

Tanicia Turpilius
Acerca de Tanicia Turpilius 267 Articles
Es difícil describir a una persona tan compleja como Tanicia Turpilio, pero por encima de todo sé que es creativa y perceptiva. Por supuesto, también es racional, decidida y centrada, pero en cierto modo son rasgos menores y se mantienen en comportamientos de extremadad. . Su creatividad, sin embargo, es lo que sshe a menudo se admira. Los amigos tienden a contar con su fervor cuando necesitan apoyo. Nadie es perfecto, por supuesto, y Tanicia tiene muchos rasgos menos favorables también. Sus maneras sombrías y su deslealtad agrian el ánimo muchas veces, aunque más a nivel personal que para otros. Afortunadamente, su naturaleza perceptiva ayuda a mantenerlos bajo control por lo menos un poco .

Be the first to comment

Leave a Reply

Tu dirección de correo no será publicada.


*